quinta-feira, fevereiro 16, 2012

R.I.P.#3


Daquilo que me tenho vindo a aperceber a fama não é um mar de rosas. Muitas a procuram e depois caiem em desgraça. Gera dinheiro sim e sucesso também, mas a felicidade termina, isto é, se alguma vez a houve.

A Witney não foi a primeira e concerteza não será a última. A cada passo se houve falar destas celebridades que se tentam destruir. Uns porque caiem no alcoól, outros porque recorrem às drogas. Alguns ficam viciados em operações plásticas, outros ficam anoréticos e há mesmo aqueles que tentam o suicidio e por vezes até o conseguem.

Tudo, porque se começam a sentir cansados de serem reconhecidos em qualquer parte. Cansados que as revistas cor-de-rosa exponham demasiado a vida deles e muitas das vezes são puras invenções.

Por tudo isto, eu prefiro manter o anonimato. O dinheiro trás conforto mas não a saúde nem a felicidade, por muito felizes que possamos ficar quando compramos ou aquilo. Mas lembrem.se que as melhores coisas da vida, são de graça.
Ao menos assim, sei aqueles que gostam de mim e não os que me rodeiam por interesses.

A Witney era uma senhora muito bonita. Cantava maravilhosamente, até me fazia arrepiar. Uma belissima atriz. Ou seja, uma artista completa...

Até sempre,

Witney Houston


1 comentário:

Seguidores

Subscreve-me por mail