quinta-feira, fevereiro 23, 2012

Hje é uma mistura de sentimentos!...

... Hoje os meus sentimentos estão todos confusos. Primeiro tenho sono. Estes quatro dias em casa, a dormir um pouco mais deu nisto. Depois, já tinha falado aqui da minha madrinha, que já gravemente doente com cancro. Pois bem, parece que está com os pés para a cova. Não come e a quimio é rejeitada pelo corpo dela, então ontem, esteve lá o ineem para a levar para o hospital. Por muito que queira parecer fria, para me proteger de mais mágoas, tenho imensa pena dela e saber que ela está assim, provoca-me uma dor muito grande e no escuro do meu quarto choro e rezo por ela. Mas nada mais posso fazer. Nem sequer a visitar, porque ela também me virou a costas por eu e o meu irmão termos esta deficiência. Porque magoou muito o meu pai quando não o deixou ele assistir ao próprio funeral do pai. Porque continua a magoar dia após dia os meus pais por me desprezarem a mim e ao meu irmão sem nenhum mal lhes termos feito. Tenho mesmo pena. Mas o amor que tenho pelos meus pais ainda é maior. E custa-me muito vê-los sofrer com as maldades delas.

Por outro lado, sinto-me confusa em relação ao N. Ontem depois dos bons dias ainda trocamos uns olhares enquanto pintava o muro lá fora. Mas o resto do dia, pareceu indiferente. Então fui para casa a achar que eu tinha criado uma ilusão. Que se calhar tinha visto coisas onde elas não existem.
Hoje cheguei sem sequer pensar nos olhares dele, porque me estava a pesar mais a doença da minha madrinha. Estava à espera do elevador, quando ele chega, teve que se aproximar de mim para picar o ponto, nesse momento meteu conversa comigo. Mas ele deixa-me tão desnorteada que eu mal consigo falar.
O resto da manhã ele estava a pintar o muro aqui do outro lado ja janela da secretaria, ou seja, podemos ver-nos, mas mais uma vez pareceu indiferente. Até que eu tive que ir à sala da culinária pagar uma encomenda que fiz, e ao sair ele saiu ao mesmo tempo da garagem e disse-me olá e enquanto subia as escadas olhava pra mim.
Agora ao almoço, eu o J. o S. a S. a M e o meu irmão almoçamos sempre na sala comum, e ele almoça na cantina depois dos miúdos sairem. Só que quando ele ia almoçar ainda estava cheia e então veio um pouco para a sala comum. Brincou com os miúdos e olhou pa mim...

não consigo perceber nada!




Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguidores

Subscreve-me por mail